LABRA
Por LABRA em 22 de Julho de 2022
b2b,
b2c,

04 dicas para atrair clientes para o seu marketplace

O marketplace é um ambiente virtual que cada vez mais está crescendo e sendo buscado dentro do mercado por diferentes nichos, e também, por consumidores que desejam ter as suas necessidades atendidas. 

Sendo um ambiente online que pode tanto vender produtos, como comprar, acaba possibilitando que diferentes vendedores possam ofertar com preços divergentes no mesmo produto, fazendo que o consumidor tenha várias opções. 

Por dar uma maior liberdade ao comerciante de vender sob algumas condições, o marketplace é o local mais usado quando o consumidor deseja fazer pesquisas de preços e descobrir outros empreendimentos além dos que estão familiarizados com a compra. 

Os marketplaces também são muito utilizados por oferecer variedades nas formas de pagamento para os clientes, e também nas possibilidades de entregas. 

Como um carrinho de inox para restaurante pode ser pago em diferentes formas flexíveis e que, em lojas convencionais não dariam essa possibilidade, além das opções de envios que também acabam sendo diferenciadas dos outros comércios.

Isso porque os comerciantes de cada produto acabam determinando essa opção, de modo que também possam acabar variando da disponibilidade de um marketplace para outro.

Outro ponto também que é levado em conta em um marketplace são as reputações de cada loja, sendo classificadas pelos próprios clientes após a sua experiência de compra, e isso acaba contribuindo para montar um ranking aos consumidores.

Que ao buscarem por um tapete para sala peludo, irão aparecer as melhores avaliações no topo da página, o que leva cada comerciante a sempre buscar formas para aprimorar suas condições de vendas e atrair mais consumidores. 

Marketplace e e-commerce são iguais?

Podendo ser confundidos em algumas situações por se tratarem de vendas online para diferentes nichos que contam com plataformas, desde furadeira de vidro até vestuário, as divergências entre marketplace e e-commerce são mais específicas do que se esperam. 

A primeira diferença está entre os canais de venda, sendo que o e-commerce é uma loja virtual que pertence a uma única marca, tendo uma estrutura, logística e finanças ligadas somente a ela, sendo assim, sua responsabilidade.

Para as empresas que estão começando, algumas plataformas para abrigar lojas virtuais são as mais escolhidas, de modo que possam personalizar de acordo com o que deseja e a imagem da empresa.

Ainda sim, os produtos vendidos são de responsabilidade do empreendimento, que deve buscar serviços terceirizados de logística para entregas e colocar as opções de pagamento da maneira que desejam.

Já o marketplace é um espaço onde reúne vários comerciantes, podendo ser equivalente a um shopping virtual, sendo possível apenas disponibilizar os produtos que serão expostos na vitrine virtual de acordo com a busca do consumidor.

Muitas das condições de compra dos marketplaces são da própria plataforma, cabendo ao comerciante se adaptar para cada uma delas, de forma que possa ter seu lucro e ainda sim, boas ofertas para o consumidor.

Tanto as lojas virtuais de e-commerce quanto os marketplaces são bons ambientes para que os comerciantes possam se estabelecer e montar estratégias que conquistem consumidores, ganhando desta forma, nome no mercado.

Os benefícios do marketplace

Se um empreendimento de adesivo personalizado para loja planeja se estabelecer no mercado e está logo no início, o marketplace pode acabar trazendo bons benefícios para esse negócio, sendo alguns deles:

  • Estrutura para vendas;
  • Visibilidade;
  • Diversos clientes;
  • Menos custo para investir;
  • Aumento nas vendas;
  • Maiores lucros.

Para os empreendimentos que não possuem um investimento para começarem a ter um site, o marketplace é uma opção por conta da estrutura que ele oferece, além das configurações em torno de pagamentos ou atendimento ao cliente. 

Apenas o gerenciamento do marketplace com relações as postagens novas na loja, controle de estoque e chat de dúvidas dos clientes acabam ficando sob responsabilidade do comerciante.

A visibilidade que as plataformas oferecem também são pontos benéficos para a empresa, isso porque esses sites costumam atrair muitos consumidores que estão em alguma fase da jornada de compra, seja a de descoberta ou a de pesquisa. 

Uma persiana painel para sala, por exemplo, se inserida em um marketplace pode atrair uma grande visibilidade, especialmente de diversos clientes que acabam navegando por entre as categorias da página. 

Esses consumidores por terem características diferentes, também acabam contribuindo com as estratégias de marketing que a empresa pode criar por conta dos dados e das possíveis segmentações que são feitas. 

Os custos de investimento para se vender na internet também são baixos com o marketplace por conta das ferramentas que já existem, e com elas, o número de vendas e o aumento dos lucros podem ser maiores do que o esperado. 

Portanto, o marketplace acaba sendo uma forma de não somente conquistar mais clientes como também, conquistar bons lucros sem gastar em investimentos de plataforma própria, algo ideal para quem está iniciando no mercado. 

Formatos de marketplace

Os formatos de marketplace que podem ser encontrados na internet acabam se dividindo em três categorias denominadas de B2B, B2C e C2C.

O modelo de B2B é conhecido no mercado como Bussines-To-Bussines ou Empresas para Empresas, sendo um formato de negócio fechado entre empreendimentos ou então, de um negócio com algum fornecedor. 

Como um scanner para caminhões é vendido por uma fabricante desta tecnologia para uma empresa automobilística. 

Esse modelo de B2B acaba sendo usado por aquelas empresas que usam o marketing place para comparar preços, qualidade do serviço e até mesmo prazo de entrega dos fornecedores. 

Já o modelo B2C ou Business-To-Consumer, é o formato tradicional de negócios onde uma empresa busca clientes para vender seus produtos, podendo até mesmo haver ofertas e flexibilidades para o pagamento deste cliente. 

O formato de C2C ou Consumer-To-Consumer é quando os consumidores fazem as vendas entre outros consumidores, podendo ser produtos até mesmo já utilizados ou então, pequenos empreendedores informais que acabam buscando consumidores dos produtos.    

Dicas para atrair clientes para o marketplace

Se um empreendimento está começando no ramo do marketplace, é importante ter um planejamento e também, saber dicas para que possam atrair mais clientes para a sua página dentre a diversidade que o ambiente online proporciona. 

 

01. Mídia paga

Para os empreendimentos que possuem um capital para investimento, as mídias pagas podem contribuir com a visibilidade específica de uma loja dentro do marketplace.

Isso porque os anúncios e outros meios de propaganda da loja acabam tendo um maior destaque dentre os demais, fazendo com que acabam se sobressaindo e conquistando maiores consumidores.

 

02. SEO

Uma técnica bastante usada dentro do mercado por aqueles que não possuem capital para investir, ou então, querem conquistar consumidores de forma orgânica, as práticas de SEO acabam impulsionando os motores de busca e dando destaque para quem as utiliza.

Se um fabricante de bateria 60 utilizar as técnicas de SEO para seu empreendimento, a página do marketplace pode ser encontrada mais facilmente e com isso, atrair tanto o público-alvo ideal como também, novos consumidores.

 

03. E-mail marketing

Uma estratégia utilizada dentro mercado e que possui uma grande efetivação para conquista de consumidores é o e-mail marketing. 

Sendo enviados para uma seleta lista de clientes, que podem ter se inscrito para receber conteúdos ou terem comprado anteriormente na loja, as empresas utilizam o e-mail marketing para diferentes abordagens. 

Desde divulgação até aumentar o tráfego da página dentro do marketplace, o e-mail marketing pode estar ligado a processos de automação que por sua vez devem ser bem feitos para que acabem não sendo vistos de forma negativa e pararem no spam. 

 

04. Criar conteúdos

Mostrar que domina o assunto do produto ou serviço que vende é um fator importante dentro do mercado, por isso, se uma empresa vender divisória de ambiente gesso, uma dica essencial para aumentar as vendas é criar conteúdos envolvendo o produto.

Deste modo, o destaque dentro do mercado acaba sendo feito de uma forma mais natural por demonstrar o domínio, e com isso, atrai novos consumidores além de fidelizar aqueles que já são clientes. 

Podendo ser pelas redes sociais, plataformas de vídeos ou blogs, os conteúdos também acabam entrando nas estratégias de marketing, como o e-mail e também, o SEO.   

 

Considerações finais 

Portanto, o marketplace pode ser um ambiente online propício para os empreendimentos que estão começando no mercado ou buscam uma maior visibilidade dentro do seu nicho de atuação.

Por funcionarem como um shopping virtual, as oportunidades e as ofertas para os consumidores são diversas, o que faz cada empreendimento buscar formas para se destacar dos demais, seja com a entrega ou então, com boas experiências de compra. 

Usar o marketplace pode contribuir com uma movimentação dentro do mercado, além dos lucros serem mais altos do que em páginas próprias que necessitam de uma manutenção, tanto a empresa como o cliente podem ser beneficiados com o que as páginas oferecem. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Já conhece nosso case de sucesso em no Marketplace?

 

 

Publicado por LABRA 22 de Julho de 2022
LABRA

Assine nossa newsletter!