Luiz Alexandre Wagner
Por Luiz Alexandre Wagner em 27 de Junho de 2022

Branding: a importância da construção de marca no mundo digital

O dia a dia está cada vez mais imerso em tecnologia e no mundo digital. Então é praticamente impossível não desenvolver ou adaptar estratégias focadas nesse universo. O Branding é uma delas.

 

Hoje todo empreendedor sério sabe que não é possível fazer uma boa construção de marca sem Branding. E, se não sabe, vai descobrir assim que perceber que está ficando fora da concorrência. Afinal o mercado não é, e nunca foi, lugar para amadores.

 

Navegar na web é se jogar em um mar cheio de oportunidades, mas também de pessoas oferecendo a mesma coisa que você. Por isso, é preciso criar diferenciais por todos os lados, a começar pela imagem da sua empresa.

 

Dessa forma o Branding, cujo conceito já existe há bastante tempo, também precisou ser reformulado. E não é apenas uma questão de estar na internet. É uma questão de transformação digital.

 

A rotina das pessoas está impregnada dela, nos mais diferentes aspectos. Seja para pedir comida, fazer uma transação bancária, conversar com um amigo, procurar a programação da noite de sexta. Então a sua construção de marca precisa dialogar com essas mudanças para ter um lugar nesse mundo digital.

 

O que é Branding?

Na tradução literal do inglês, Branding é a marca. Mas o conceito vai além: são as ações que permitem um bom gerenciamento da marca. E, no caso do mundo digital, estratégias que criem um relacionamento com seu público-alvo na web.

 

Mas a ideia não é só dizer “olá” e receber “oi” em resposta. É conquistar, encantar, fazer seu cliente se apaixonar tão profundamente por você que não tenha olhos para nenhuma outra marca concorrente. É fisgar o coração sem deixar brechas para intrusos, mostrar que você o entende como ninguém e que vocês podem, sim, ter um relacionamento perfeito.

 

E isso desde o início, fazendo os olhos brilharem ao verem sua logo, a mente iajat nas cores da sua marca quando alguém mencionar um determinado produto, ansiar por uma novidade, sonhar de olhos abertos com aquela música que você escolheu para a campanha. E deixar seu cliente sentindo que não há marca nenhuma no mundo como a sua: sim, mesmo sem ter consciência, ele acha que ela é insubstituível.

 

 

O que trabalhar no Branding Digital

Tom de voz, personalidade, essência. Esses três conceitos precisam ser bem trabalhados na construção de marca para criar sensações nos seus clientes em potencial. Então podemos dizer que o Branding trabalha com os sentidos, que no mundo digital são principalmente a visão e a audição.

 

Nas campanhas presenciais mistas ou offline ou até mesmo nos seus produtos, você pode trabalhar também o tato e o olfato. É o caso de texturas agradáveis nas etiquetas que remetem à sua marca ou um cheirinho gostoso levemente impregnado nas peças de roupa, por exemplo.

 

Assim, o Branding não só faz a construção da marca, mas conversa com o público através dela. Ele cria impressões que devem ser indeléveis, gerando memórias e associações positivas espontâneas.

 

Com isso, o Branding cria um propósito, com uma identidade bem definida, e agrega valor ao seu produto, seja ele qual for.

 

Como construir um relacionamento de sonho

Então pense: como a sua marca quer ser percebida? O que ela tem a oferecer além do produto em si? Qual será esse valor agregado? A sensação do frescor em uma casa de campo? Uma certa adrenalina dos esportes radicais? A seriedade de um ambiente corporativo? O conforto dos trabalhos artesanais e das raízes culturais? Um sentimento de volta ao passado e às coisas simples? Ou uma visão de futuro e tecnologia?

 

A essa altura você já deve ter percebido que a ideia do Branding é a construção da marca no mundo digital além do produto em si. É a criação de uma história, de um passado. É passar emoção através das cores, das formas, da música, até da escolha das palavras.

 

É estudar seu público-alvo e pensar quais os fatores que podem atingir seu inconsciente, criando conteúdos, campanhas e ações simplesmente memoráveis. E que sejam lembradas não só amanhã ou na semana que vem, mas anos à frente.

 

 

 

Lembre-se: o Branding trabalha a emoção

Já percebeu que você se lembra mais daquilo que o emociona? Então o Branding deve trabalhar a emoção, buscando arquétipos comuns ao seu público, alinhados à sua construção de marca. Porque esse vínculo precisa se formar de forma verdadeira, real e transparente para ser duradouro.

 

Mas não se preocupe se nada disso tem a ver com tudo o que fez até agora. Não tenha medo de recomeçar criando bases sólidas para um relacionamento feliz. Se for preciso adapte a identidade visual, renove a logo, repense estratégias, redirecione esforços. O Branding precisa harmonizar a sua marca no mundo digital.

 

Elabore brand personas

A ideia de criar bran personas é alinhar todos os ideais que a sua marca acredita ter. Para isso, considere a visão, missão e valores definidos na construção de marca e crie uma representação de pessoa que transmita tudo isso.

 

Essa persona será seu cliente ideal. O que ela faz? Qual a sua faixa etária? Qual sua faixa salarial, seus hobbies, seus sonhos? Quais as principais dificuldades que enfrenta para realizá-los? Tem filhos, companheiro(a), mora com pais idosos? Quais suas dores e expectativas? Quais as soluções que você pode entregar?

 

 

Unifique o design

Uma vez definida a identidade visual da sua marca, lembre-se que o design de blogs, sites, lojas virtuais, feeds de redes sociais, e-mails marketing e todos os materiais digitais devem ser unificados. Isso não significa idênticos, mas com variações estratégicas e harmoniosas dentro de uma mesma comunicação.

 

Defina o tom de voz

O Branding também precisa definir o tom de voz da sua marca no mundo digital. A linguagem usada será mais descontraída ou formal? Quais os canais que mais têm a ver com ele? Qual o tipo de música? Quais os tipos de conteúdo que reforçam esse tom de voz?

 

 

Muitas vantagens aparecem no dia a dia

O Branding traz várias vantagens para a sua marca no mundo digital. Como tudo é pensado para criar uma personalidade única para a sua marca, ela acaba passando muito mais autenticidade.

 

E como no mundo digital a proximidade e a interação com o público é muito maior do que nas formas tradicionais de marketing, essa postura gera mais empatia.

 

Por outro lado, o Branding no mundo digital também foca no ranqueamento positivo da marca ao gerar mais confiança na sua empresa. Unida às ações de marketing digital, a estratégia pode aumentar também o tráfego orgânico de suas páginas.

 

Além disso, você também pode usar o Branding no mundo digital para gerar mais engajamento nas suas campanhas no mundo físico. Leve para as lojas, eventos e campanhas presenciais o que aprendeu com as métricas obtidas na web.

 

E então, pronto para começar a construção de marca no mundo digital com boas estratégias de Branding?

 

Aproveite para saber mais sobre marketing e negócios acompanhando nosso Blog!

 

Digital Branding

Publicado por Luiz Alexandre Wagner 27 de Junho de 2022
Luiz Alexandre Wagner

Assine nossa newsletter!